Archive for Novembro, 2007

"Aristogatas" chega em Fevereiro em Disney DVD

Novembro 28, 2007
Parece que as novidades não param de surgir, em primeira mão, informamos que os estúdios Disney irão lançar no mês de Fevereiro de 2008, a edição especial do clássico “Aristogatas” no mercado nacional. O filme que conta a história da gata de raça Duquesa e seus três gatinhos que são raptados pelo cruel mordomo Edgar e deixados sozinhos numa parte do interior de Paris, mas que conseguem voltar e se livrar do mordomo com a ajuda do gato vira-lata Tomas. Confira abaixo a capa e a ficha técnica do DVD, que não informa ainda os extras presentes.

Ficha Técnica
Título Original: Aristocats – Special Edition
Título em Português: Aristogatas – Edição Especial
Lançamento: Fevereiro de 2008
País de Origem: E.U.A
Estúdio: Walt Disney Pictures
Tempo de Duração: 78 min
Gênero: Infantil
Classificação Etária: Livre

Especificações
Idiomas: Inglês, Português e Espanhol
Legendas: Inglês, Português e Espanhol
Áudio: Dolby Digital 5.1 e Dolby Surround 2.0
Formato de Tela: Full Screen 4×3
DVD: Simples

Vale lembrar que “Aristogatas” pode ser ainda encontrado para venda numa edição lançada em 2001, que apresenta como extras apenas um trailer de cinema, livro de histórias e uma trivia, mas vale a pena comprar a nova edição pelo som e imagem restaurados.

"Aristogatas" chega em Fevereiro em Disney DVD

Novembro 28, 2007
Parece que as novidades não param de surgir, em primeira mão, informamos que os estúdios Disney irão lançar no mês de Fevereiro de 2008, a edição especial do clássico “Aristogatas” no mercado nacional. O filme que conta a história da gata de raça Duquesa e seus três gatinhos que são raptados pelo cruel mordomo Edgar e deixados sozinhos numa parte do interior de Paris, mas que conseguem voltar e se livrar do mordomo com a ajuda do gato vira-lata Tomas. Confira abaixo a capa e a ficha técnica do DVD, que não informa ainda os extras presentes.

Ficha Técnica
Título Original: Aristocats – Special Edition
Título em Português: Aristogatas – Edição Especial
Lançamento: Fevereiro de 2008
País de Origem: E.U.A
Estúdio: Walt Disney Pictures
Tempo de Duração: 78 min
Gênero: Infantil
Classificação Etária: Livre

Especificações
Idiomas: Inglês, Português e Espanhol
Legendas: Inglês, Português e Espanhol
Áudio: Dolby Digital 5.1 e Dolby Surround 2.0
Formato de Tela: Full Screen 4×3
DVD: Simples

Vale lembrar que “Aristogatas” pode ser ainda encontrado para venda numa edição lançada em 2001, que apresenta como extras apenas um trailer de cinema, livro de histórias e uma trivia, mas vale a pena comprar a nova edição pelo som e imagem restaurados.

Disney apresenta seus primeiros Blu-rays para o público

Novembro 28, 2007
Aconteceu na manhã da última terça-feira, uma grande apresentação em São Paulo, onde a Walt Disney Studios Home Entertainment anunciou para os jornalistas e convidados os primeiros lançamentos do estúdio em alta definição. A equipe do Cinema com Rapadura estava presente no evento que foi aberto com uma grande apresentação da nova tecnologia, o Blu-ray, pelo especialista Carlos Lopes, que explicou todas as diferenças que o Blu-ray tem do DVD e o que se ganha ao substituir uma tecnologia por outra.

A Disney agora no dia 05 de Dezembro irá lançar nas melhores lojas do Brasil seus primeiros títulos em Blu-ray, tendo escolhido 13 títulos, os mais populares entre o público para o estúdio, para essa estréia aqui no Brasil. Os animados “Selvagem“, “Dinossauro” e “O Galinho Chicken Little” serão lançados nas lojas junto com os live-actions de sucesso como “Déjà Vu“, “Inimigo do Estado“, “Plano de Vôo“, “Rei Arthur“, “Mansão Mal-Assombrada“, “Super Escola de Heróis“, “Anjos da Vida – Mais bravos que o Mar“, “Força Aérea Um“, “Piratas do Caribe: A Maldição do Perola Negra” e “Piratas do Caribe: O Baú da Morte“. Todos os títulos serão lançados com som e imagem em alta definição, além de trazerem áudio e legendas em português e inglês, sendo que os menus interativos dos Blu-rays não foram traduzidos para o português, sendo lançados apenas em inglês.

Sendo lançados nas lojas por R$99,90 os títulos catálogos e R$120,0 os lançamentos os filmes nesse novo formato em alta definição, estão saindo por um preço caro, pois as mídias são importadas pela Sony japonesa. A Disney ainda não tem grandes expectativas de vendas dos filmes, sendo que a grande barreira inicial para as vendas são os players que reproduzem o Blu-ray, já que a TV de alta definição (Plasma ou LCD) estará sendo compradas por muitos consumidores por causa da chegada da TV Digital no Brasil agora no dia 02 de Dezembro.

O presidente da The Walt Disney Company (Brasil), Marcos Rosset, disse numa breve sessão para perguntas da imprensa que o estúdio estará disponibilizando uma cota modesta de cada título nas lojas, por volta de 1000 a 1500 exemplares, mas que estarão sendo repostos automaticamente, assim que começarem a se esgotar.

Foi destacado que essas primeiras levas destes lançamentos Disney em Blu-ray, não trariam grandes novidades nos quesitos de bônus materiais, sendo que apenas o Blu-ray de “Piratas do Caribe: O Baú da Morte”, apresenta um novo game. Os games nos novos títulos foram destacados como uma das principais diferenças para o DVD, já que o Blu-ray irá permitir uma maior interatividade para o consumidor.

Muitos vão achar que com a chegada do Blu-ray no mercado nacional, o DVD poderá acabar tendo o mesmo final das antigas fitas de vídeo (VHS), mas de acordo com o presidente da Disney, a idéia principal do estúdio não é fazer com que o consumidor troque seus filmes e sim continue a comprar, já que os estúdios começaram a fazer com que o consumidor tivesse a vontade de colecionar seus filmes favoritos e com a chegada do Blu-ray, os DVDs deverão continuar a caminhar por um bom tempo ao lado dessa nova mídia.

Blu-Ray é um formato de disco óptico de alta definição que permite armazenamento de dados de alta densidade. Considerado o formato do futuro, o Blu-ray tem uma capacidade incomparável, propiciando uma programação mais interativa, capaz de expandir os limites tecnológicos atuais. O novo formato promete mais que imagens e sons e apresenta potencial para revolucionar a experiência de entretenimento doméstico.

Sobre os lançamentos de filmes dos estúdios Disney que até agora não chegaram em DVD, como o clássico “Pocahontas” (de 1995) e o live-action “Vinte Mil Léguas Submarinas” que foram citados na coletiva, a Disney afirmou que a chances desses filmes e dos outros chegarem no mercado nacional, assim que saírem de moratória, mas não informaram nenhuma data. Os lançamentos inéditos dos estúdios com o tempo estarão sendo lançado simultaneamente em ambos os formatos, mas por enquanto o estúdio pretende lançar alguns filmes todos os meses, prometendo que os futuros lançamentos terão material inédito, além de mais jogos e muito mais interatividade para os consumidores.

O mais novo filme da PIXAR, “Ratatouille”, que recentemente fora lançado em DVD no Brasil, e lançado em Blu-ray nos EUA, também estará chegando nas lojas brasileiras nos próximos meses, de acordo com o estúdio, mas ainda não há uma data certa para isso acontecer. Os primeiros títulos da Walt Disney Studios Home Entertainment no formato Blu-Ray chegam às lojas especializadas como Livrarias Saraiva, Fnac, Livrarias Curitiba, Submarino, Videolar.com e DVD World no dia 05 de dezembro.

Disney apresenta seus primeiros Blu-rays para o público

Novembro 28, 2007
Aconteceu na manhã da última terça-feira, uma grande apresentação em São Paulo, onde a Walt Disney Studios Home Entertainment anunciou para os jornalistas e convidados os primeiros lançamentos do estúdio em alta definição. A equipe do Cinema com Rapadura estava presente no evento que foi aberto com uma grande apresentação da nova tecnologia, o Blu-ray, pelo especialista Carlos Lopes, que explicou todas as diferenças que o Blu-ray tem do DVD e o que se ganha ao substituir uma tecnologia por outra.

A Disney agora no dia 05 de Dezembro irá lançar nas melhores lojas do Brasil seus primeiros títulos em Blu-ray, tendo escolhido 13 títulos, os mais populares entre o público para o estúdio, para essa estréia aqui no Brasil. Os animados “Selvagem“, “Dinossauro” e “O Galinho Chicken Little” serão lançados nas lojas junto com os live-actions de sucesso como “Déjà Vu“, “Inimigo do Estado“, “Plano de Vôo“, “Rei Arthur“, “Mansão Mal-Assombrada“, “Super Escola de Heróis“, “Anjos da Vida – Mais bravos que o Mar“, “Força Aérea Um“, “Piratas do Caribe: A Maldição do Perola Negra” e “Piratas do Caribe: O Baú da Morte“. Todos os títulos serão lançados com som e imagem em alta definição, além de trazerem áudio e legendas em português e inglês, sendo que os menus interativos dos Blu-rays não foram traduzidos para o português, sendo lançados apenas em inglês.

Sendo lançados nas lojas por R$99,90 os títulos catálogos e R$120,0 os lançamentos os filmes nesse novo formato em alta definição, estão saindo por um preço caro, pois as mídias são importadas pela Sony japonesa. A Disney ainda não tem grandes expectativas de vendas dos filmes, sendo que a grande barreira inicial para as vendas são os players que reproduzem o Blu-ray, já que a TV de alta definição (Plasma ou LCD) estará sendo compradas por muitos consumidores por causa da chegada da TV Digital no Brasil agora no dia 02 de Dezembro.

O presidente da The Walt Disney Company (Brasil), Marcos Rosset, disse numa breve sessão para perguntas da imprensa que o estúdio estará disponibilizando uma cota modesta de cada título nas lojas, por volta de 1000 a 1500 exemplares, mas que estarão sendo repostos automaticamente, assim que começarem a se esgotar.

Foi destacado que essas primeiras levas destes lançamentos Disney em Blu-ray, não trariam grandes novidades nos quesitos de bônus materiais, sendo que apenas o Blu-ray de “Piratas do Caribe: O Baú da Morte”, apresenta um novo game. Os games nos novos títulos foram destacados como uma das principais diferenças para o DVD, já que o Blu-ray irá permitir uma maior interatividade para o consumidor.

Muitos vão achar que com a chegada do Blu-ray no mercado nacional, o DVD poderá acabar tendo o mesmo final das antigas fitas de vídeo (VHS), mas de acordo com o presidente da Disney, a idéia principal do estúdio não é fazer com que o consumidor troque seus filmes e sim continue a comprar, já que os estúdios começaram a fazer com que o consumidor tivesse a vontade de colecionar seus filmes favoritos e com a chegada do Blu-ray, os DVDs deverão continuar a caminhar por um bom tempo ao lado dessa nova mídia.

Blu-Ray é um formato de disco óptico de alta definição que permite armazenamento de dados de alta densidade. Considerado o formato do futuro, o Blu-ray tem uma capacidade incomparável, propiciando uma programação mais interativa, capaz de expandir os limites tecnológicos atuais. O novo formato promete mais que imagens e sons e apresenta potencial para revolucionar a experiência de entretenimento doméstico.

Sobre os lançamentos de filmes dos estúdios Disney que até agora não chegaram em DVD, como o clássico “Pocahontas” (de 1995) e o live-action “Vinte Mil Léguas Submarinas” que foram citados na coletiva, a Disney afirmou que a chances desses filmes e dos outros chegarem no mercado nacional, assim que saírem de moratória, mas não informaram nenhuma data. Os lançamentos inéditos dos estúdios com o tempo estarão sendo lançado simultaneamente em ambos os formatos, mas por enquanto o estúdio pretende lançar alguns filmes todos os meses, prometendo que os futuros lançamentos terão material inédito, além de mais jogos e muito mais interatividade para os consumidores.

O mais novo filme da PIXAR, “Ratatouille”, que recentemente fora lançado em DVD no Brasil, e lançado em Blu-ray nos EUA, também estará chegando nas lojas brasileiras nos próximos meses, de acordo com o estúdio, mas ainda não há uma data certa para isso acontecer. Os primeiros títulos da Walt Disney Studios Home Entertainment no formato Blu-Ray chegam às lojas especializadas como Livrarias Saraiva, Fnac, Livrarias Curitiba, Submarino, Videolar.com e DVD World no dia 05 de dezembro.

"Encantada" estréia liderando com folga no feriado

Novembro 27, 2007
O longa-metragem dos estúdios Disney, “Encantada”, que mistura animação tradicional com cenas de live-action, ficou em primeiro lugar nos cinemas nesse fim de semana com o feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos e Canadá. O conto de fadas conta a história de Giselle (Amy Adams), uma jovem e bela camponesa que se apaixona pelo belo príncipe Edward (James Marsden). Mas a terrível Rainha Narissa (Susan Sarandon), momentos antes do casamento, bani Giselle definitivamente do reino encantando para a cidade de Nova York. O filme arrecadou US$ 35,3 milhões de sexta a domingo e US$ 50 milhões nos cinco dias de exibição, tendo uma renda superior ao que o próprio estúdio acreditava ter nas 3.730 cinemas em que estava sendo exibido. Vale lembrar, que “Encantada” arrecadou o segundo melhor final de semana de Ação de Graças da história, atrás apenas de “Toy Story 2’’, que obteve bilheteria de US$ 80,1 milhões em cinco dias. No Brasil o filme estréia apenas dia 14 de dezembro.

O segundo lugar ficou para o filme “This Christmas” uma comédia dramática estreou também nesse feriado arrecadando cerca de US$ 18,6 milhões no fim de semana e US$ 27 milhões no feriado todo, sendo exibido em apenas 1.800 salas. Dirigido por Robert Zemeckis, “A Lenda de Beowulf” caiu para a terceira posição, gerando cerca de US$ 16,24 milhões e tendo já garantido US$ 56,6 milhões desde sua estréia e conta a história de um guerreiro escandinavo chamado Beowulf que vai precisar derrotar o monstro Grendel, que está aterrorizando a população.

Na quarta posição está o filme de ação “Hitman – Assassino 47”, que também estreou essa semana e já conseguiu arrecadar cerca de US$ 21 milhões de dólares. O filme é uma adaptação cinematográfica do jogo “Hitman”, criado pela Eidos, que trás o agente 47 (Tim Olyphant) que foi criado para ser um matador de aluguel, Skip Woods (“Swordfish – A Senha”) ficou a cargo de produzir o roteiro.

No quinto lugar, está à animação “Bee Movie: A História de uma Abelha”, produzida pela DreamWorks Animation e que conta a história de Barry B. Benson, uma abelha que acaba de se formar na faculdade e está desiludida com a perspectiva de ter apenas uma escolha de carreira: fabricar mel. Um certo dia, Barry consegue sair da colméia e sua vida é salva por uma mulher, Vanessa, florista da cidade de Nova York. O filme que já está em cartaz nos EUA desde o começo de novembro, arrecadou até agora mais de US$ 112,0 milhões e o animado da abelhinha chega aos cinemas nacionais semana que vem, dia 07 de Dezembro.

Abaixo segue a lista completa dos dez filmes mais assistidos nos Estados Unidos nesse fim de semana, com os números da arrecadação e ao lado, o valor total arrecadado até agora:

01. Encantada – US$ 35,332,000 – US$ 50,048,000
02. This Christmas – US$ 18,600,000 – US$ 27,100,000
03. A lenda de Beowulf – US$ 16,240,000 – US$ 56,361,000
04. Hitman – Assassino 47 – US$ 13,035,000 – US$ 21,000,000
05. Bee Movie – US$ 12,010,000 – US$ 112,069,000
06. Titio Noel – US$ 10,735,000 – US$ 53,070,000
07. August Rush – US$ 9,430,000 – US$ 13,330,000
08. O Gângster – US$ 9,207,000 – US$ 115,774,000
09. The Mist – $9,062,000 – US$ 13,012,000
10. Onde os fracos não têm vez – US$ 8,112,000 – US$ 16,640,000

Critica de "ENCANTADA"

Novembro 21, 2007
“ENCANTADA” UMA DAS MAIS BELAS HISTÓRIAS DE AMOR JÁ PRODUZIDAS PELOS ESTÚDIOS DISNEY

>>> Em Primeira Mão – ATUALIZADA as 22h40 <<<
Você já imaginou o que aconteceria se os personagens de seus contos de fadas favoritos ganhassem vida e aparecem diante de você aqui no mundo real? Se você nunca pensou nisso, em “Encantada”, os estúdios de Walt Disney trazem a primeira princesa de carne e osso, num filme que além de misturar animação tradicional com personagens reais, vai emocionar e encantar a crianças, jovens e adultos de todas as idades.

O mais novo conto de fadas dos estúdios Disney, não poderia começar de outro jeito, da já tradicional cena do livro de histórias se abrindo, dando assim inicio ao retorno da animação tradicional, sendo que logo no inicio somos apresentados a Giselle, uma bela camponesa que está em sua casa montando um boneco do príncipe de seus sonhos, sendo que para ajudá-la em tal missão, ela invoca seus amigos animais da floresta em busca da boca para finalizar seu grande amor. É assim que somos apresentados a mais nova princesa Disney, que enquanto monta seu grande amor, canta a simpática canção “True Love’s Kiss”. Enquanto canta em sua casa, dentro da floresta está o corajoso e valente príncipe Edward, que passa os dias lutando contra ogros, mas ele percebe que sua vida só terá graça, quando ele encontrar seu grande amor, é ai que ele escuta uma bela voz e pela qual passa a procurar a dona. Edward acaba encontrando Giselle e a salva do ogro que estava também atrás da moça que tinha aquela bela voz que ecoava por toda a floresta. Assim que ambos se conhecem acabam se apaixonando a primeira vista e o casamento é já marcado para dia seguinte para que assim possam finalmente viverem felizes para sempre.

Na manhã de seu casamento Giselle vai em direção ao palácio enquanto seus amigos animais a ajudam a se arrumar, mas ela não sabe que a cruel rainha Narissa fará de tudo para que esse casamento não aconteça e assim continue a comandar o reino encantado. Disfarçada como uma velha mendiga e leva Giselle até uma fonte mágica, na qual ela conta que ao se fechar os olhos e fazer um pedido, esse pedido irá se realizar, ingênua, Giselle acredita e quando se aproxima é empurrada para dentro da fonte. Giselle acaba sendo levada para o mundo real, para ser mais exato a cidade de Nova York, nos EUA. Perdida na cidade ela encontra o advogado Robert, que ajuda a moça, a pedido da filha que acredita que Giselle é mesmo uma princesa de contos de fadas. Edward ainda no reino encantado descobre que Giselle sumiu e parte em busca da amada, chegando também a estranha cidade, na qual fará de tudo para encontrar seu grande amor, mas mal ele sabe que enquanto mais tempo Giselle passa no mundo real, mais ela começa a gostar das coisas, mas nunca deixa de acreditar que Edward, seu verdadeiro amor irá chegar para buscá-la daquele lugar tão estranho e novo.

Daí por diante, “Encantada”, toma rumo e trás para o público, um dos mais divertidos e emocionantes filmes voltados para toda a família dos últimos tempos. Como já é citado o filme é um marco para os fãs de animação, por ser o retorno da Disney as produções feitas com animação tradicional, já que o estúdio acabou decidindo em 2003, abandonar a produção de animados tradicionais julgando que essa formula estava desgastada, já que os últimos animados do estúdio em 2D, acabaram não fazendo sucesso de bilheterias e vendas, mesmo tendo boas histórias. Desde a estréia de “Nem Que a Vaca Tussa” em 2004, os fãs aguardavam com entusiasmo a chegada de “Encantada, já que o estúdio que deixou a técnica de animação a lápis de lado, mas até hoje é conhecido pelos seus grandes clássicos criados nesse formato. O filme apresenta aproximadamente dez minutos de animação, sendo que a partir do momento que Giselle e Edward estão já na cidade grande, apenas Narissa aparece em animação durante o filme para falar com seu capanga Nathaniel, que também segue Edward, para que ele não consiga encontrar Giselle. A animação dos personagens ficou muito boa, sendo que ainda não se compara a perfeição de clássicos do estúdio do começo da década de 90, que traziam personagens que aparentavam mesmo ter vida própria.

Claro que a cidade mais movimentada e conhecida dos EUA, Nova York, seria palco do novo conto de fadas moderno, sendo que assim que a princesa é apresentada ao novo lugar, percebemos o estranhamento que ela tem, a cidade é totalmente colorida e cheia de informações por todos os lados, uma grande poluição visual, pelo excesso de informações, deixando qualquer pessoa que nunca tenha visto tudo aquilo totalmente desnorteada. Uma curiosidade é perceber que o estúdio na hora de produzir o filme escolheu uma rua muito colorida repleta de cartazes de musicais da Broadway que são mostradas na cena da chegada de Edward e Giselle, fazendo um tipo de homenagem ao gênero que vem crescendo não só nos EUA, mas em diversos outros países, até mesmo aqui no Brasil, já mostrando também que o filme também trará essa essência de um grande filme musical.

Desde que começaram a surgir as primeiras criticas sobre o filme, muito se falou da atuação de Amy Adams, que vive a jovem Giselle, apontando que a jovem atriz tem grandes chances de levar a indicação ao Oscar de Melhor Atriz, por sua atuação no filme estar mesmo muito boa, já que ela consegue passa inocência e um espírito otimista para todos os problemas que são apresentados para ela durante o filme, fazendo caras e bocas e assim mostrando durante todo filme que ela conseguiu entrar de cabeça dentro da personagem e se tornando uma perfeita princesa clássica do estilo Disney. Assim conseguindo realmente fazer qualquer um acreditar que ela é verdadeiramente uma princesa que saiu mesmo dos contos de fadas e está totalmente perdida em um lugar estranho. A atriz Susan Sarandon que vive a vilã na história, a terrível rainha Narissa, foi usada como principal símbolo para a divulgação do filme, mas infelizmente no momento em que saímos do cinema após o término do filme, acabamos sentindo que faltaram mais cenas para a atriz, que acaba aparecendo apenas no terceiro ato do filme. Durante todo o primeiro e segundo ato do filme conferimos a personagem apenas em animação, mas se pensarmos bem nota-se que se Narissa fosse logo para a cidade atrás de Giselle, o filme acabaria perdendo a graça, por ficar parecendo que a vilã não tem capacidade de acabar de vez com a heroína, mas o fato de usarem o personagem do ator Timothy Spall, como o capacho atrapalhado da rainha, faz com que o filme ganhe algumas cenas de comédia e mais movimento, para que ao fim a grande vilã apareça apenas no clímax do filme.

O ator Patrick Dempsey que atualmente vem tendo sua beleza elogiada em diversos sites e causando suspiros nas mulheres, acabou não passando em branco no filme, tendo a terrível missão de cativar o público mais do que o príncipe, já que ele também se apaixonará por Giselle. No geral, tanto ele como o príncipe tem um carisma próprio, fazendo com que ninguém fique chateado com a escolha da princesa. O grande destaque de “Encantada” é mesmo o Príncipe Edward, vivido por James Marsden, nos trailers do filme você acaba não percebendo todo o potencial do personagem por darem mais destaque a princesa e o advogado Robert, mas Edward tem muito carisma fazendo com que todos torçam para que ele encontre seu verdadeiro amor e se de bem. Ele ao lado do esquilo, feito por animação 3D, são os responsáveis pelas melhores piadas inteligentes do filme, já que o príncipe assim como Giselle é ingênuo e faz de tudo para poder conseguir salvar seu grande amor. James fez um trabalho tão bom com o príncipe que com certeza vai agradar tanto quanto os outros personagens e com certeza é o típico príncipe encantada que vai fazer muita menina suspirar.

Voltando a falar de Susan Sarandon, o marketing da Disney divulgou a nova personagem da atriz até dizer chega, até mesmo dizerem ser a vilã mais perversa da Disney, informação essa não muito verdadeira, pois ainda acredito que a Disney ainda precisa de mais tempo para poder voltar a ser o que era, pois na segunda era de ouro do estúdio, na década de 90, fomos apresentados a histórias, mocinhos e até mesmo a vilões que até hoje são lembrados. Claro, que Narissa é uma excelente vilã, tem seu final merecido, em nenhum momento tem recaídas para a bondade e é tão perversa como diversos outros bons vilões Disney, mas ainda acredito que por culpa do enorme marketing jogado em cima apenas da vilã, faz com que muitos pensem que ela teria grandiosas cenas, o que não acontece, mesmo que Susan tenha tido uma ótima atuação.

“Encantada” apresenta um total de seis canções cantadas, criadas pelo aclamado compositor Alan Menken (que trabalhou em trilhas de sucesso como “A Pequena Sereia” e “A Bela e a Fera”) e o letrista Stephen Schwartz (o mesmo de “Wicked”), ambos já tinham trabalhados juntos em animados como “Pocahontas” e “Corcunda de Notre Dame”, sendo que essa parceria para a produção de “Encantada” só trouxe benefícios ao filme, já que a trilha sonora conseguiu trazer o espírito Disney de volta, espírito esse que há tempos estava faltando nas produções Disney, já que houve época em que as trilhas sonoras Disney estavam sempre presentes nas grandes premiações como o Oscar. A canção “That’s How You Know” é a melhor do filme todo, por apresentar uma energia que te contagia e faz você querer cantar com Giselle. Claro que novamente repito, não ser esse o melhor trabalho de Alan Menken, como muitos estão concordando, mas o com certeza vemos que os estúdios Disney estão voltando a sua boa fase de antes.

Se a Disney está querendo reviver a sua grande fase, é claro que não ia deixar de lado os seus famosos números musicais, com coreografias, piruetas, pessoas dançando de todos os lados, já que parece que esse estilo de filme parece estar voltando a agradar as pessoas. Vale lembrar que na década de 80 tivemos diversos filmes desse gênero que acabaram sendo esquecidos aos poucos, mas tudo indica que esse novo gênero está voltando com tudo, pois o público parece voltar a se interessar aos grandes musicais como “Moulin Rouge”, “Chicago” e atualmente “Hairspray: Em Busca da Fama”.

Muitos podem achar que “Encantada” poderá trazer esses grandes números de dança por causa do sucesso de “High School Musical”, mas vamos lembrar que “Encantada” está em produção desde 2001, época que ninguém imaginava que “High School Musical” seria produzido e ainda, que faria sucesso, por isso não tem muito a ver a tal comparação. Fora que o longa-metragem se destaca de todos esses musicais citados pelo fato de trazer consigo a magia Disney que consegue contagiar gerações e nunca ser esquecida, magia essa que estava faltando em diversos filmes Disney.

Para um filme que trás de volta a animação tradicional aos estúdios Disney, com certeza muitos devem esperar que as melhores cenas do filme são as cenas animadas, ou então algum dos números musicais que lembram os grandes musicais da Broadway, mas como o longa-metragem está sendo classificado como uma comédia-romantica, eu digo que a cena do baile de Reis e Rainhas, onde Edward dança com Nancy e Giselle com Robert ao som da canção “So Close”, aonde percebemos que Giselle está mesmo apaixonada e que finalmente encontrou o seu grande amor, é sim a melhor cena do filme inteiro. Uma das cenas que poderá entrar para a história dos filmes Disney, por toda a sua delicadeza e romantismo, muitos chegaram a dizer que a cena seria um tipo de homenagem a famosa cena do baile de “A Bela e a Fera”, quando Bela se apaixona pela Fera, confesso que se foi mesmo uma homenagem feita pela Disney para os fãs, a homenagem está perfeita, já que a cena passa a mesma sensação, emoção e beleza, sendo que até me atrevo a dizer que a cena consegue ser melhor que a de “A Bela e a Fera”, já que ela consegue te levar para dentro do baile durante alguns estantes, você se sente dentro do filme, presenciando com a mesma emoção. Outra cena a ser destacada é o jeito surpreendente pelo qual Giselle começa a se apaixonar por Robert, divertidíssima por sinal e totalmente surpreendente.

Muitos devem ter reparado que os pôsteres de “Encantada” como nos próprios trailers do filme, apresentam diversas referencias a animados dos estúdios Disney. Alguns poderão interpretar como falta de criatividade do estúdio para uma nova história, mas verdadeiramente o estúdio está prestando um tipo de homenagem moderna aos 70 anos desde o primeiro longa-metragem Disney, já que no dia 21 de Dezembro de 1937, aconteceu a pré-estréia de “Branca de Neve e os Sete Anões”, o primeiro longa-metragem de animação feito na história do cinema. Para homenagear esse animado e outros, a Disney colocou em “Encantada” essas diversas referencias, algumas gritantes e outras escondidas que somente os fãs dos clássicos Disney vão ter facilidade de encontrar. A rainha se transformar em velha mendiga para entregar a maça envenenada para Giselle, Giselle limpando o apartamento de Robert com os animais da cidade enquanto canta “Happy Working Song” (ambas de “Branca de Neve”), Giselle deixando o sapatinho cair no baile (“Cinderela”), Giselle e Robert deslizando pelo telhado do baile (“O Corcunda de Notre Dame”), o restaurante com nome de Bella Notte (“A Dama e o Vagabundo”), a canção “Parte do seu mundo” tocada instrumentalmente enquanto Giselle olha um aquário e Giselle (“A Pequena Sereia”), entre outras, foram um jeito de homenagear ao próprio estúdio que muitos vêm dizendo estar entrando, com “Encantada”, em sua terceira era de ouro. Além disso, para mim a maior homenagem feita no filme, foi à escolha da atriz e veterana, Julie Andrews, para a narração desse conto de fadas, ela até hoje é conhecida por sua atuação como a babá Mary Poppins, papel esse, que lhe abriu portas para outros trabalhos que até hoje são lembrados e estão presentes na história do cinema.

Que “Encantada” pode ser o filme que dará início a uma nova era de ouro dos estúdios Disney, isso somente o tempo dirá, a Disney vem preparando uma nova linha de contos de fadas, que parece estar agradam muito aos fãs que vem a anos acompanhando o estúdio, sendo que não apenas Giselle, mas outras novas princesas vão estar sendo apresentadas ao público nos próximos anos, mas “Encatada” depois de mais de 5 anos de produção é um filme encantador, que trás de volta a magia Disney que havia sido esquecida, há quase 10 anos. O filme tem sim alguns defeitos, poderiam ter aproveitado a presença de Idina Menzel para que ela também cantasse alguma canção no filme, mas parece que a Disney colocará uma canção dela cortada no DVD, menos mal para os fãs que se decepcionaram. O ponto alto do filme é mesmo algumas criticas que a Disney faz para os próprios contos de fadas, já que atualmente as meninas não pensam em encontrar mais o príncipe encantado. A atuação brilhante do trio James Marsden, Amy Adams e Susan Sarandon e as belíssimas canções de Alan Menken e Stephen Schwartz, que tem grandes chances de receber indicações ao Globo de Ouro e quem sabe ao Oscar, são o que fazem de “Encantada” uma bela e divertida história de amor, com muito romance, canções viciantes e números musicais dignos de um espetáculo da Broadway, sendo a pedida das férias para pessoas de todas as idades, agradando em cheio a família inteira.

NOTA: 10

Hannah Montana invade os cinemas

Novembro 20, 2007
A Disney não errou em apostar todas as suas fichas no seriado estrelado por Miley Cyrus, que muitos devem conhecer apenas por “Hannah Montana”. O seriado voltado para o publico jovem, vem a cada dia conquistando mais fãs e a atriz e cantora Miley Cyrus não poderia estar mais feliz, já que além do sucesso do seriado, seus dois álbuns lançados ano passado e esse ano, foram por semanas os mais vendidos nos EUA e em diversos outros países tornando a jovem uma das estrelas pop mais famosas do momento.

A atriz que fez uma ponta em “High School Musical 2”, dançando durante alguns segundos a canção final, “All For One”, poderá voltar a estrelar um filme mas agora para os cinemas. Mas para a tristeza dos fãs a estrela pop do momento ainda não irá estrear um filme baseado em seu seriado. A Disney está preparando um filme especial da turnê da cantora, que será intitulado de “Hannah Montana/Miley Cyrus: Best of Both Worlds Concert Tour” que será exibido nos cinemas dos EUA e Canadá de 1º a 07 de fevereiro de 2008 nas salas de cinema de 3D, com a Disney Digital 3D.

A noticia foi confirmada pelo presidente da Disney, Dick Cook, que confirmou também que o filme da turnê da cantora pop não ficará nos cinemas apenas dos EUA e Canadá, sendo que os fãs da América Latina deverão se alegrar, pois o filme deverá ser exibido também. A Disney Brasil já confirmou que o filme irá também chegar no Brasil nas duas salas de cinema em 3D, uma em São Paulo (no Shopping Eldorado) e outra no Rio de Janeiro, sendo que a estréia do filme será no dia 29 de Fevereiro.

A turnê começou a ser filmada agora no começo de Outubro e percorrerá 54 cidades tendo como convidados especiais a banda Jonas Brothers, sendo que a criação e direção ficarão nas mãos do conhecido Kenny Ortega (“Abracadabra”, “High School Musical”, “The Cheetah Girls 2” e “High School Musical 2”), além de Bruce Hendricks na direção e Art Repola na produção.

Vale lembrar, que não foi à toa que a Disney resolveu lançar o trailer oficial de seu mais novo DVD da coleção PLATINUM, o DVD de “101 Dálmatas – Edição Platinum” (que chegará as lojas dos EUA em DVD duplo em Março de 2008), no DVD da cantora, “Hannah Montana – Life’s What You Make It”.

Disney produz quadrinhos de "High School Musical"

Novembro 20, 2007
Parece que a Disney não irá parar de investir material voltado para a franquia de “High School Musical”. Depois do inesperado sucesso do filme produzido pelo Disney Channel, a Disney já produziu um mega-show, que fez turnê em diversos países da América Latina e em diversas cidades dos EUA, o show no gelo (Disney High School Musical On Ice), diversas revistas, álbuns, trilhas sonoras, DVDs e agora será lançado o filme em quadrinhos.

Isso mesmo, a Disney na Itália começou a produção das primeiras histórias do filme em quadrinhos, sendo que as histórias iniciais serão baseadas nos dois primeiros filmes, sendo que a Disney promete também lançar tramas inéditas com novas aventuras. Os quadrinhos chegaram ao Brasil ainda esse ano pela Editora Abril. Abaixo seguem imagens já divulgadas dos traços e a colorização da primeira aventura em produção.

Além disso, a Disney lançou esses dias o mais novo game inspirado no musical do Disney Channel, “High School Musical: Makin’ the Cut”, para Nintendo DS. O game que chegará as lojas com o preço sugerido de R$54,90 tem como objetivo vencer o campeonato de canto e dança nacional, sendo que a cada etapa irá acontecer em um determinado estado norte-americano, além de que o jogador poderá escolher um dos seis protagonistas para jogar ou então criar um novo. As canções dos dois primeiros filmes são apresentadas no game.

Vale citar que a estréia de “High School Musical 2” no Disney Channel no dia 07 de Outubro, foi um tremendo sucesso em toda a América Latina, sendo que o filme liderou a audiência da TV por assinatura na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela. No Brasil, o filme registrou um aumento de 270% na audiência da emissora em relação a exibição do primeiro filme da franquia no dia 30 de Junho de 2006.

Para quem não sabe, “High School Musical” conta a história de amor de Troy Bolton (Zac Efron) e Gabriella Montez (Vanessa Anne Hudgens) que descobrem juntos seu amor pela música, mas como nem tudo da certo, o casal terá que junto com seus amigos Chad (Corbin Bleu) e Taylor (Monique Coleman) se unir para conseguir se livrar as armações dos irmãos Sharpay (Ashley Tisdale) e Ryan Evans (Lucas Grabeel).

"Encantada" poder virar franquia e tem músicas reveladas

Novembro 20, 2007
No começo do segundo semestre desse ano, começaram a surgir na internet alguns boatos de que os Estúdios Disney visando o possível sucesso de “Encantada“, poderia estar pensando em transformar o filme em uma franquia para que com o tempo, novos filmes fossem produzidos, como aconteceu com “Piratas do Caribe” e “A Lenda do Tesouro Perdido”, sendo que a noticia foi até comentada pelo diretor do longa-metragem, Kevin Lima, que já havia se pronunciado a respeito do assunto.

Mas parece que se o filme continuar a agradar quando estrear nos cinemas, a mais nova comédia-romântica ao estilo dos grandes musicais da Broadway, terá grandes chances de não parar apenas na primeira história. Segundo um representante da companhia, durante uma das exibições do filme, confirmou que se o filme for bem nas bilheterias como a Disney espera que aconteça (repetindo o sucesso de “Hairspray: Em Busca da Fama”), tudo indica que uma nova história poderá em breve entrar em produção.

Além disso, essa semana fora divulgado na Internet as faixas da trilha sonora do filme, que chega as lojas no dia 20 de novembro e traz as canções de Alan Menken (o mesmo que fez as trilhas de sucesso dos clássicos do estúdio como “A Pequena Sereia“, “A Bela e a Fera“, “Aladdin“, “Pocahontas“, “Hércules“, “O Corcunda de Notre Dame” e, recentemente, “Nem que a Vaca Tussa“) e Stephen Schwartz (“Wicked“, “Pocahontas“, “O Corcunda de Notre Dame“, “O Príncipe do Egito” e “Johnny and the Sprites“). Confira abaixo as faixas do CD.

01. True Love’s Kiss – Amy Adams and James Marsden
02. Happy Working Song – Amy Adams
03. That’s How You Know – Amy Adams
04. So Close – Jon McLaughlin
05. Ever Ever After – Carrie Underwood
06. Andalasia
07. Into The Well
08. Robert Says Goodbye
09. Nathaniel and Pip
10. Prince Edward’s Search
11. Girls Go Shopping
12. Narissa Arrives
13. Storybook Ending
14. Enchanted Suite
15. That’s Amore – James Marsden

O longa-metragem que irá misturar animação e personagens live-actions, traz a atriz Susan Sarandon (“Tudo Acontece em Elizabethtown“) interpretando o papel da malvada Rainha Narissa, que irá banir para os tempos atuais a jovem Giselle (Amy Adams) que se vê perdida no meio de Nova York. Mas o Príncipe Edward, interpretado por James Marsden (“X-Men: O Confronto Final“), irá ira atrás de sua bela princesa para poder salva-la, mas a missão de salvamento não será tão fácil, já que sua mãe, a malvada Rainha Narrissa, irá segui-los para impedir que seu filho volte com Giselle. “Encantada” estréia nos cinemas brasileiros no dia 14 de dezembro de 2007.

"A Christmas Carol" tem teaser-pôster divulgado

Novembro 20, 2007

Os estúdios Disney estão preparando para o Natal de 2009, uma nova versão para o clássico conto de Charles Dickens, “Conto de Natal” (A Christmas Carol), sendo que essa semana caiu na internet um possível teaser-pôster do animado que tem o roteiro e a direção nas mãos de Robert Zemeckis, o filme será feito com a nova tecnologia de captura de movimentos para a animação, técnica usada em filmes como “A Casa Monstro” e “A Lenda de Beowulf”.

Rolam boatos de que Tom Hanks (“Naufrago“), Michael J. Fox (“Marte Ataca!“) e Christopher Lloyd (“De Volta Para o Futuro“) poderiam estar entrando no time de dubladores com o ator e comediante Jim Carrey (“O Mentiroso”) que já fora contratado para interpretar no filme quatro personagens diferentes como aconteceu com o próprio Tom Hanks em “O Expresso Polar”, Carrey viverá o velho Scrooge e os três fantasmas. Não é a primeira vez que Carrey está envolvido em uma produção de um longa-metragem natalino, sendo que em 2000, o ator deu vida ao lendário personagem Grinch, no filme de mesmo nome, sendo que tanto Grinch como Ebenezer Scrooge tem algo em comum, ambos odeiam o Natal, até serem contagiados pelo espírito natalino.

O filme contará a história do velho e rabugento, Ebenezer Scrooge, que durante a noite de Natal acaba recebendo em sua casa a visita de três fantasmas, do Natal Passado, do Natal Presente e do Natal Futuro, sendo que os três fantasmas irão mostrar a Scrooge como ele está desperdiçando sua vida e que ainda há tempo para mudar. Vale citar que essa história foi diversas vezes contada tanto em filmes, desenhos e até mesmo em novelas, sendo que os Estúdios Disney já produziram o “Conto de Natal” em 1983, num curta-metragem de animação que trouxe Mickey e seus amigos vivendo essa divertida e emocionante história de Natal.