ESPECIAL: UM RETORNO À "MONTANHA ENFEITIÇADA"

Para muitas pessoas no início dos anos 1970, “A Montanha Enfeitiçada (Escape to Witch Mountain) e sua sequência, Perigo na Montanha Enfeitiçada (Return from Witch Mountain), foram aventuras de ficção científica muito populares que se tornaram doces lembranças da juventude quando essas pessoas cresceram e se tornaram adultas. A dupla central dos dois filmes, as crianças alienígenas, Tony e Tia, tornaram-se ícones e suas aventuras são ternamente lembradas por muitas pessoas que apresentaram os filmes para os próprios filhos na televisão, em fita cassete ou em DVD.

Tal era a popularidade desses filmes que o fundador da Gunn Films, o produtor Andrew Gunn, pediu para fazer uma nova versão da história da A Montanha Enfeitiçada (Witch Mountain) assim que fechou um acordo para operar sua produtora na Walt Disney Studios Motion Pictures. Ele havia tido sucesso com o remake do estúdio de “Sexta-Feira Muito Louca” (Freaky Friday), em 2003, e queria uma oportunidade de criar algo novo para A Montanha Enfeitiçada (Witch Mountain). Mas esta versão revisitada seria uma história com muito mais ação, sequências de tirar o fôlego e efeitos especiais inovadores.

Não foi por acaso que acabamos com o título Race to Witch Mountain (em português seria Corrida à Montanha Enfeitiçada)“, diz Gunn, “porque assim que o filme começa, ele decola como um tiro. Nós queríamos que o filme fosse uma jornada a qual assim que você embarcasse, não conseguisse sair até o fim.

O diretor Andy Fickman, que havia concluído a comédia de sucesso “Treinando o Papai” (The Game Plan) para a Walt Disney Pictures, soube que Gunn estava considerando refazer a franquia A Montanha Enfeitiçada (Witch Mountain).

Eu adorava A Montanha Enfeitiçada (Escape to Witch Mountain); foi um dos meus filmes favoritos quando eu era criança”, diz Fickman. “Nada me deixava mais empolgado do que o filme e também o livro em que o filme se baseou. Então quanto eu tive a oportunidade, depois de Treinando o Papai (The Game Plan), de continuar meu trabalho com a Disney e disse a eles que queria fazer de A Montanha Enfeitiçada (Race to Witch Mountain) um filme memorável para o público de hoje, tal qual foi para mim em 1975“.

Para Fickman, a fascinação pelo inexplicado e inexplicável começou quase no berço — ele nasceu em Roswell, no Novo México, uma pequena cidade que ficou famosa pela suposta queda de um disco voador, fato que o governo e os militares teriam ocultado. E em “A Montanha Enfeitiçada” (Race to Witch Mountain), a predileção pelo mistério (junto com o tema de Roswell da colisão de dois mundos) comprovou estar no centro do enredo com muita ação e diversão.

É de fato esse elemento do comum encontrando o extraordinário que torna A Montanha Enfeitiçada (Race to Witch Mountain) uma grande aventura de ação emocionante”, diz Fickman. “É uma jornada fantástica na qual os heróis mais improváveis acabam salvando não só um mundo, mas dois”.

Texto: Walt Disney Pictures Brasil

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: